Páginas

Você é meu convidado

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Estudos sugerem existência de novo tipo de supernova

Dois estudos publicados na revista “Nature” sugerem a existência de um novo tipo de supernova (grande explosão estelar).

Até hoje dois tipos de supernova foram descritos. O primeiro (tipo Ia) é resultado de uma explosão termonuclear de uma anã branca (estrela velha e morta).

O segundo tipo de supernova (tipo II) surge quando o combustível nuclear de uma estrela jovem e maciça implode sobre seu próprio peso.

Os pesquisadores analisaram as supernovas SN 2005E e SN 2005cz.

Ao inspecionar SN 2005 E, um grupo de pesquisadores, liderado por Hagai Perets, do Instituto Weizmann de Ciência (Israel), notou que a quantidade de material espalhado pela supernova é muito pequena para ter sido originada por uma estrela jovem.

Além disso, dizem os pesquisadores, SN 2005E encontra-se longe de locais de nascimento de estrelas, sugerindo que é uma estrela mais velha (tipo Ia).

Avaliando uma supernova muito parecida, chamada SN 2005cz, outro grupo chegou a conclusão oposta.

A equipe, liderada por Koji Kawabata,da Universidade de Hiroshima (Japão), disse que as propriedades da supernova são mais bem explicadas assumindo-se que se trata de uma estrela pouco maciça que se encontra no espectro de estrelas maciças que explodem (mais próximo do tipo II).

Segundo Kawabata, a estrela que deu origem à supernova representaria um caso-limite entre estrelas que explodem (gerando supernovas) e estrelas que não explodem.

As inconsistências nas propriedades dessas supernovas parecem indicar a existência de um terceiro tipo de supernova, com propriedades diferentes.

O estudo de supernovas é importante porque praticamente todos os elementos químicos do universo são produzidos nesse tipo de eventos estelares.

A descoberta de um novo tipo de supernova provê uma nova visão de como os elementos químicos são reciclados no universo. (Fonte: Folha Online)