Páginas

Você é meu convidado

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Hapkido para Crianças

Com muito orgulho apresento este video onde também participam meus Filhos, a Carol com Uniforme Branco, a Kamilah que parece um Grilinho (pequenininha) e o Gabriel (menor de todos) e camiseta vermelha


Curtam

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Declaro meu Voto nestas eleições

após analisar bastante, acompanhando o voto consciente, meu trabalho na turma do Adote um Vereador, Cidade Democratica, Eu Lembro, etc etc etc, declaro abaixo a minha intenção de voto nestas eleições

Série "Cosmos" e o legado de Carl Sagan

No dia 2 de outubro (sábado), a Estação Ciência receberá um evento gratuito organizado em parceria com o site Aumanack, Grupo de Ficção Cientifica Alpha e Studio Touch sobre a vida e o trabalho do cientista Carl Sagan.

Carl Sagan foi o criador da série televisiva Cosmos, que foi lançada no Brasil em 1982 e obteve grande sucesso no mundo inteiro. O tema principal da série era a Ciência e as relações dela com a vida na Terra e em seus episódios foi possível conhecer um pouco mais sobre os outros planetas, quasares e questões ecológicas que afetam diretamente a sobrevivência da raça humana no planeta. 
O grande mérito da série e do cientista foi ter antecipado problemas ambientais que nos afetam hoje em dia, como o efeito estufa e o aquecimento global.

O evento consistirá numa série de palestras, debates e vídeos acerca da vida de Carl Sagan e da série Cosmos. O início será às 9h45, não é necessário fazer inscrição e a participação é gratuita. 
A organização do evento pede que os participantes levem 1Kg de alimento não-perecível que será doado a ACDEM.


Programação:

9h45 Abertura do evento


10h Vídeos:
• Biografia de Carl Sagan
• Cosmos


12h Viagem espacial: É possível a colonização da Lua e Marte ainda para a
geração dos 30 anos de Cosmos? - Renato Azevedo


13h Os Dragões do Éden (livro de Carl) - Professor Pierluigi Piazzi


14h Nosso Sistema Solar e planetas fora dele - Silvia Reis

15h Vida na Terra e Vida Extraterrestre - Átila Oliveira

16h 30 anos de mudanças em nossa sociedade - Alan Uemura


Fonte: Estação Ciencia

sábado, 25 de setembro de 2010

"Além de um céu realista em 3D, a nova versão deste fantático programa traz muitas novidades e melhorias."

Em comemoração os 4 séculos desde as primeiras observações telescópicas do céu feitas por Galileu Galilei, 2009 foi designado como o Ano Internacional da Astronomia. Os desenvolvedores do programa Stellarium resolveram dar um presente para os usuários lançando uma nova versão para este fantástico programa, com diversos recursos aprimorados e algumas novidades.

O Stellarium é um aplicativo gratuito que simula a abóbada celeste em tempo real. Ou seja, com ele o usuário pode observar estrelas, constelações, planetas, aglomerados, nebulosas e muito mais, tudo através da tela do computador, em 3D, e como se estivesse no chão, ao ar livre, olhando para o céu.

A simulação é rica em detalhes e, além de exibir diversas informações acerca de todos os corpos celestes, o Stellarium permite regredir ou avançar no tempo através de um sistema de datas e horários muito eficiente.

Riqueza de detalhes do programa.
NOVIDADES DA VERSÃO
Menu principal
A primeira diferença notável nesta nova versão no programa diz respeito ao menu principal. Além de não ser mais fixo no canto esquerdo do programa, ele agora é dividido em duas partes. A parte com configurações como localização, data e horário pode ser encontrada do lado direito da tela.
A segunda parte, com as preferências de exibição é encontrada na parte inferior da tela do programa. Ao afastar o mouse dos menus, automaticamente eles serão ocultados. Para exibi-los novamente, basta arrastar o mouse até os cantos da tela. Além disso, o visual do menu está mais moderno, com ícones maiores e mais bonitos. Um show a parte!
Novo menu mais elegante.
Localização do observador
Para que o programa simule o céu exatamente como você vê, é preciso dar a localização exata da cidade em que você se encontra. As opções de busca por localidades do programa foram aperfeiçoadas e agora exibem uma lista bem maior de cidades e países.Insira sua localização.
Caso sua cidade não esteja na lista, você pode adicioná-la. É só escolher o planeta (sim, você pode escolher Saturno, Júpiter ou qualquer outro planeta e lua do sistema solar), país e, depois, entrar com as coordenadas – latitude, longitude e altitude - da cidade. Pronto, sua localização está na lista!
Paisagens diversas
A nova versão do Stellarium permite ainda que você escolha entre diversas paisagens para simular o ambiente de observação. A novidade fica por conta das novas opções de ambiente: Marte, Lua e oceanos!
Claro que se trata apenas de uma simulação, logo não espere ver o céu como se você estivesse em outro planeta ou em nosso satélite natural, pois a imagem exibida mostra o céu como visto da Terra!
Novas paisagens do programa!
Catálogo de constelações
Saiba o nome das constalações em outras culturas.Se você sempre teve a curiosidade de saber o nome das constelações em outras culturas, não precisa mais ficar procurando pela Internet.

A nova opção “Starlore” do Stellarium possibilita que você veja o nome que as constelações possuem para outros povos, como os chineses, egípcios, coreanos, navajos e muitos outros.

Tradução
O programa está parcialmente traduzido para o português do Brasil. Boa parte das opções, no entanto, ainda encontram-se em inglês. Se você gosta de astronomia e domina bem o inglês, pode ajudar a traduzir o Stellarium para o nosso idioma, é só entrar no site do desenvolvedor e se informar como proceder!

. baixar Stellarium
  • Observações
  • Sistema operacional Windows XP/Vista/7/98/2000
  • Antes de instalar o Stellarium você pode criar um ponto de restauração do Windows, assim, se não gostar do programa ou se ele não funcionar corretamente, você pode simplesmente restaurar o sistema para um ponto anterior à instalação do programa.Clique aqui e aprenda a criar um ponto de restauração.
Do Baixaki

Novo fenômeno foi descoberto por equipe de astrônomos analisando dados do Telescópio Spitzer

Astrônomos descobriram um novo fenômeno cósmico, batizado de "coreshine", que revela novas informações sobre como estrelas e planetas surgem. Os astrônomos descobriram que os negros núcleos de nascimento de estrelas emitem luz em certos comprimentos de onda de infravermelho.

As imagens mostram uma escura massa de gás e poeira, um núcleo no qual nascem estrelas e planetas, mas que emitem luz em comprimentos menores do infravermelho. A análise desse fenômeno revela informações sobre a idade e consistência dos novos surgimentos. Os astrônomos divulgaram que encontraram diversas ocorrências desse fenômeno em lugares escuros do espaço.

A imagem à direita mostra o núcleo negro visto por longas luzes infravermelhas. Já a imagem central o mostra visto por meio de ondas infravermelhas curtas. Nesta imagem, as luzes do núcleo brilham mais porque estão refletindo luzes de estrelas novas. Esta luz é o novo fenômeno. A imagem à esquerda é a soma de ambas.

"Nuvens negras na Via Láctea, longe da Terra, são lugares enormes nos quais nascem estrelas. Mas elas são 'tímidas' e se escondem em camadas de poeira que nos impedem de ver o que ocorre dentro", disse Laurent Pagani, membro do Observatório de Paris e do Centro Nacional de Pesquisas Científicas francês. "Encontramos um jeito de observá-los. Eles são como fantasmas, os vemos mas também vemos através deles", completou.

Em 2009, a equipe de Pagani observou um caso deste fenômeno. Ficaram surpresos ao ver brilhos de estrela saindo de um núcleo negro na forma de luz infravermelha que o Spitzer podia observar. Agora, foram analisados 110 núcleos, dos quais metade possuía o novo fenômeno cósmico.

Também fazem parte da equipe Aurore Bacmann, do Laboratório de Astrofísica de Grenoble, na França, e Jürgen Steinacker, Amelia Stutz e Thomas Henning, do Instituto Max-Planck de astronomia, na Alemanha. Steinacker é também membro do Observatório de Paris e Stutz é membro da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos.

Terra Noticias

A visão islâmica acerca de Jesus

Para nós, muçulmanos, Jesus (Que a bênção e a paz de Deus estejam sobre ele) foi um dos grandes mensageiros enviados por Deus para orientar o seu povo, convocando para a adoração de um Deus Único, sem parceiros, o Criador de tudo e de todos.

A forma pela qual os cristãos hoje entendem a Unicidade de Deus é diferente da forma pela qual nós a compreendemos. Logo, não acreditamos no conceito da trindade, onde Deus existiria como três pessoas separadas e distintas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, que são unidas em uma mesma substância ou ser.

Em nossa concepção, Jesus (Que a bênção e a paz de Deus estejam sobre ele) não possui nenhuma divindade, ou seja, não é considerado Deus nem filho de Deus. Como já foi visto no post anterior, consideramos o seu nascimento um grande milagre, além de ser um sinal do poder de Deus.

Não compartilhamos também da ideia que Jesus foi crucificado a fim de expiar o pecado dos homens, pois dentro da nossa visão o ser humano é responsável somente pelos seus atos. Em outras palavras, nós não carregamos o pecado de ninguém, nem de nossos pais, avós, Adão ou Eva. Para nós, toda criança nasce pura, sem pecado algum, tornando-se responsável pelos seus atos a partir da puberdade, não havendo a necessidade do batismo para expiar o pecado original.

Na nossa visão, Deus é Absoluto, perfeito, de uma natureza e dimensão completamente distinta das dos seres humanos e de todos os outros seres por Ele criados, não cabendo a Ele nenhum tipo de limitação ou fraqueza, comum nas demais criaturas por Ele criadas. Diz Deus, o Altíssimo, no Alcorão:

O messias, filho de Maria, não é mais do que um mensageiro, do nível dos mensageiros que o precederam; e sua mãe era sinceríssima. Ambos se sustentavam de alimentos terrenos como todos. Observa como elucidamos os versículos” (Alcorão: 5:75)

Deus procura mostrar através desse simples exemplo que ambos tinham necessidades e se alimentavam, e todo ser humano após se alimentar precisa eliminar os resíduos dessa alimentação. Portanto, dentro do nosso ponto de vista, nunca imaginaríamos Deus, o Altíssimo, tendo que eliminar tais resíduos da forma que fazemos. Isso para nós não é compatível com a grandeza e perfeição de Deus.

Outro ponto que não compartilhamos é da ideia de que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus. Para nós, como diz Deus, o Altíssimo, no Alcorão: “Nada se assemelha a Ele, e é o Oniouvinte, o Onividente” (Alcorão: 42:11).

Deus revelou para Jesus (Que a bênção e a paz de Deus estejam sobre ele) o Evangelho, para que servisse de guia para seu povo. Como já mencionamos num post anterior, acreditamos que o Evangelho que temos em nossas mãos hoje não é o original que havia sido revelado para Jesus (Que a bênção e a paz de Deus estejam sobre ele). Com o passar do tempo ele acabou sendo alterado, e as palavras dos homens se misturaram com as palavras de Deus.

Deus permitiu que Jesus realizasse inúmeros milagres, como curar o cego de nascença, ressuscitar os mortos, falar ainda bebê – a fim de inocentar sua mãe da acusação de adultério –, dentre outros mais.

Este é Jesus, filho de Maria, na visão do Islam: um grande homem e um grande mensageiro.

Sami Isbelle é o autor dos livros "Islam: a sua crença e a sua prática" e "O Estado islâmico e a sua organização" e diretor do departamento educacional e de divulgação da Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro (SBMRJ - http://www.sbmrj.org.br/).

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Se depender do Tratamento dado pelo AME a população tá Ferr....

Em especial para os Veredaores Floriano (que diz que o atendimento médico em São Paulo é comparável ao Inglês) e o Vereador Natalini (indicado pelo Floriano como especialista na area)


Caros Leitores


Esta saga se inicia em 21 de julho quando uma dor insuportável no meu pé (já havia uns 3 meses) me levou ao Pronto Atedimento do AMA (no Hospital João XXIII na Mooca).

Lá, fui prontamente atendido, tiraram uma chapa de raio X e me deram uma receita com analgésicos para uma semana e caso a dor não passaso deveria procurar um especialista.

Após um tempo, fui procurar um Especialista que é o ORTOPEDISTA, e ao busca a UBS da Mooca, a consulta, não com um ORTOPEDISTA e sim com um Clinico Geral ficou marcada somente para novembro.

Briga daqui, reclama dali, e pronto, consegui marcar com um ORTOPEDISTA no AME  da Vila Bertioga com atendimento hoje dia 09 de setembro.

Realmente o atendimento é rápido e como dizem na propaganda politica, tem todos os exames, lá fizeram um Ultrassom do meu pé e constataram: Tenho Fascite Plantar.

O Tratamento Indicado pelo Médico do AME foi uma simples Palmilha de Silicone e mais nada.

Pois bem, como estamos na ERA DA INFORMAÇÃO, fui buscar o que é o Tal da Fascite Plantar já que não fiquei convencido do tratamento médico indicado e consegui a seguinte informação no site da VEJA:


Sabe aquela dorzinha no pé, na parte de baixo, na primeira pisada ao levantar da cama ou quando se passa algum tempo sentado? Ela começa como uma pequena pontada, mas se torna um grande incômodo. É a fasceíte plantar. Para saber mais sobre este problema, entrevistei a doutora Juliana Gama, fisioterapeuta graduada pela Universidade Paulista, com especialização em Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de São Carlos, e com formação completa no Método Pilates pela Salute Pilates Fisioterapia.

O que é a fascite plantar?
A fascite ou fasceíte plantar é um processo inflamatório uni ou bilateral da estrutura que recobre toda a superfície plantar do pé.

O que pode causar a fascite?
A lesão está relacionada a distúrbios posturais, tipos de pé e pisada – tanto cavo (tendência a pisar para fora) quanto plano (tendência a pisar para dentro) –; ficar muitas horas em pé diariamente; caminhada e corrida em quantidade e intensidade acima do que a estrutura suporta; só para citar alguns exemplos. Pessoas obesas também apresentam predisposição para o desenvolvimento da lesão por conta da sobrecarga na região.

Quais os sintomas do problema?
O quadro clínico é caracterizado por dor à palpação e ao andar, no calcâneo (calcanhar) e na própria fáscia plantar e, sobretudo, no primeiro passo ao acordar ou após longos períodos sem descarga de peso. Os pacientes em geral relatam que essa dor é semelhante à sensação de uma agulhada, choque, pontada ou latejamento. Outro sinal bem característico da lesão é a retração da fáscia plantar, isto é, nota-se uma rigidez ao tocar no local.

Quais os tratamentos indicados?
O tratamento conservador consiste em repouso, antiinflamatórios, órteses ou palmilhas para alívio da pressão local e fisioterapia analgésica e antiinflamatória; estiramento da fáscia através de liberação miofascial e deslizamento profundo (uma espécie de massagem mais elaborada); e alongamento da musculatura do pé e panturrilha. Há ainda, para os casos mais graves, o tratamento cirúrgico: fasciotomia (liberação da fáscia plantar) e excisão do esporão de calcâneo. O esporão é uma complicação frequente da lesão, definido por ossificação/calcificação do ponto de fixação da fáscia plantar no calcâneo (tuberosidade do calcâneo).

O tratamento é longo?
É difícil precisar tempo para a cura da lesão, pois isso depende de quanto existe a lesão, modalidade esportiva praticada, estrutura musculoesquelética de cada paciente, por exemplo. Pode levar até um ano. A fascite plantar é uma lesão que exige muita paciência e dedicação do corredor para uma melhora eficaz.

Quais modalidades esportivas estão mais sujeitas à lesão?
Dos pacientes que já tratei, 90% eram corredores de longa distância (maratonistas, por exemplo), corredores ocasionais e saltadores. O restante era de indivíduos que ficam muito tempo em pé no trabalho, sobretudo mulheres que passam muitas horas de salto alto.
Por Renato Dutra


Ou Seja: Se DEPENDER DO TRATAMENTO DO AME estou em maus lençois. porque só a palmilhinha indicada pelo medico do AME não vai resolver, e assim fica a população de São Paulo, com excelentes médicos, exelentes hospitais, excelentes exames, mas SEM TRATAMENTO MÉDICO.

Dai vai o meu recado: ESTAMOS LONGE DO TRATAMENTO MÉDICO BRITANICO!

Agora vou ter que procurar meus direitos:  (mais uma vez) porque o que deveria ser feito, não é realizado!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Eleições 2010 - e como!


(vô cantar tudo de novo, ô ?!)

A gente não sabemos
Escolher presidente
A gente não sabemos
Tomar conta da gente
A gente não sabemos
Nem escovar os dente
Tem gringo pensando
Que nóis é indigente...

"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!

A gente faz carro
E não sabe guiar
A gente faz trilho
E não tem trem prá botar
A gente faz filho
E não consegue criar
A gente pede grana
E não consegue pagar...

"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!

A gente faz música
E não consegue gravar
A gente escreve livro
E não consegue publicar
A gente escreve peça
E não consegue encenar
A gente joga bola
E não consegue ganhar...

"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
A gente somos "inúteu"!
"Inúteu"!
"Inúteu"!
"Inúteu"!
Inú! inú! inú...